Vocações

Inserção

Esta iniciativa é dirigida a jovens adultos com mais de 18 anos, já acompanhados pela EPIS em outros programas, com o objetivo de potenciar a inserção profissional diferenciada para 2 segmentos:

  • Estágios profissionais de inclusão social – estágios para jovens que já não querem frequentar mais a escola e pretendem integrar o mercado de trabalho.
  • Estágios profissionais de mérito – estágios para jovens que ainda se encontram a frequentarem a escolaridade secundária ou já em frequência universitária.

Entre 2011 e 2016, a EPIS ajudou a concretizar 16 estágios profissionais de inclusão social e 16 estágios de mérito.

 

No âmbito de um protocolo que a Associação EPIS assinou com a APPT21 – Associação Portuguesa de Portadores de Trissomia 21 - , a 19 de maio de 2016, e cujo objeto de cooperação é desenvolver um programa de estágios  ocupacionais para jovens sinalizados e acompanhados pela APPT21 em Associados e Parceiros da EPIS, foram já estabelecidas parcerias com a Gertal e o Grupo Pestana.

Em 2016/2017 foram concretizados 3 estágios ocupacionais com estes jovens.

 

Estágios Profissionais de Inclusão Social Fundo de Inserção Profissional

A EPIS criou em 2012, um fundo de inserção profissional de 250.000€ para financiamento de estágios para jovens adultos com baixas qualificações.
Esta iniciativa é dirigida preferencialmente a jovens que já tenham sido acompanhados pela EPIS com o objetivo de facilitar a formação e inserção destes jovens no mercado de trabalho. Este fundo apoiará, como regra geral, estágios de 6 meses, com um valor mensal de remuneração de 419.22€, equivalente ao indexante da ação social (IAS), e com uma participação entre os 70% e 100% pela EPIS.

Desde 2012, a EPIS já ajudou 16 jovens a integrarem este programa.

Mezack Gonçalves

Testemunho

Mezack Gonçalves

Setúbal

O Fundo de Inserção Profissional da EPIS deu-me uma nova chance. Trouxe a esperança que outrora estava perdida, uma vez que eu não podia estudar e também não encontrava trabalho. Agora posso dizer que sou feliz com a minha profissão graças à EPIS, que me ajudou a acreditar que há um futuro no meio da crise que o país atravessa.

Estágios Profissionais de Mérito

Esta iniciativa é dirigida a alunos, que já foram acompanhados pela EPIS em anos anteriores e, em frequência do 12.º ano de escolaridade ou em frequência universitária, com o objetivo de realizarem estágios profissionais em empresas Associadas e Parceiras, de 1-3 meses, podendo ser remunerados ou não.

Entre 2013 e 2015, realizaram-se 9 estágios de mérito em parceria com as empresas Associadas e Parceiras da EPIS: AKI, Banco BPI, Banif, Cimpor, Crédito Agrícola, Deutsche Bank, Lactogal e Top Atlântico.

Em 2016, realizaram-se 7 estágios de mérito em parceria com o Banco BPI, a Cimpor, o Deutsche Bank, a Fisipe, a Ren, o Santander Totta e a Associação EPIS.

Desde o início do programa "Estágios Profissionais de Mérito", em 2013, a EPIS já ajudou 16 alunos a terem a primeira experiência em ambiente de trabalho.

Joana Gonçalves

Testemunho

Érica Ramos

Desde o primeiro dia em que entrei naquele balcão (Santander Totta – Marquês de Pombal) , sem a experiência que os meus 20 anos ainda não permitiram ter, estava ansiosa por saber aquilo queria fazer, com quem ia lidar, como iria ser a minha primeira experiência no mundo profissional.


Aí, meio perdida, fui acolhida com um sorriso da Carla e da Rita, as subgerentes do balcão. As duas, apesar do seu lugar na hierarquia, sempre foram muito acessíveis comigo e fizeram me sentir em casa. Tal como o diretor, Pedro, que sempre me tratou muito bem e organizou a equipa e os seus objetivos de forma bem definida e focada. Os três trataram de me encaminhar, delegar tarefas e apresentar à equipa. Aos poucos fui conhecendo todos os elementos: o Carlos no balcão, sempre bem disposto e cativante, a Sandra no back office, minha colega de sala, que foi incansável todos os dias em explicar-me os passos das transações.
Conheci também os nossos gestores de conta, a Marta, o Valter, o Baltazar, a Fatima, e o Rui que integrou a equipa mais tarde. Bem como os nossos gestores de negócios, o Nuno e o Joaquim.
Todos eles contribuíram para que fosse trabalhar bem disposta pela manhã.

Construí ao longo destes cerca de 40 dias confiança no contacto com os clientes, bem como no desempenho das tarefas. Penso que consegui integrar bem a equipa e interiorizar os ideais e valores pelos quais se rege o banco.

Foi uma experiência muito enriquecedora em termos profissionais, o contacto com a realidade do trabalho é muito importante para a aplicação prática dos conhecimentos teóricos da faculdade, bem como para a diminuição do choque térmico entre faculdade/mercado de trabalho. Com estas pessoas maravilhosas, partilhei dias muito felizes no Santander Totta.

Só tenho a agradecer esta experiência!

| Érica Ramos, 21 anos, foi aluna EPIS entre 2010 e 2012, na Escola Secundária da Amadora. Frequenta o Curso de Ciências da Comunicação, na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa